Recomeçando, imagino

novo começo

Criei vergonha na cara e fiz aquela coisa que todo mundo (a.k.a. a Mareska) vinha dizendo para eu fazer desde que criei esse blog e comecei a realmente me dedicar a ele. Eu criei uma página para o Coisas Desiguais no Facebook. A página está aqui do lado com o link bonitinho e eu comecei a postar algumas coisas nela faz alguns dias. É muito estranho ter uma página no Facebook porque toda vez que eu vou postar alguma coisa eu meio que surto achando que está tudo horrível e que vai todo mundo odiar tudo. Só que, no fim, o meu plano é que manter a página me ajude a ter uma regularidade de posts, me ajude a conseguir postar direitinho com o meu planejamento.

Este que, aliás, mudou, yay! Agora eu vou planejar as coisas de um jeito diferente porque tem outras coisas acontecendo na minha vida que eu nunca cheguei a contar para vocês porque no ano passado eu não consegui postar nada direito. O fato é: ano passado eu estava cheia de coisas para fazer. Eu comecei a namorar com o Miguel que é a melhor pessoa de todas as pessoas e agora sou metade de Priel, MEU SHIP NINGUÉM SAI. (Literalmente meu, já que eu estou nele, risos.)

Mas além disso eu comecei a trabalhar em um emprego que foi muito importante para mim e para a minha formação. Primeiro porque eu conheci um monte de gente legal e em segundo porque eu ganhei um monte de experiência na minha área de trabalho. Conhecer como funciona o backstage de uma assessoria, do jornalismo, foi interessante para conseguir me posicionar sobre o que eu quero para o meu futuro. O que me ajudou bastante a conseguir me entender melhor agora que estou formada na faculdade. Isso aí! Priscilla Binato é uma jornalista formada!


OLHA EU FORMADA LINDA

Estar formada é estranho, bem estranho. Principalmente porque agora eu também estou desempregada! E estar desempregada significa o que? Significa que eu volto para o projeto meio abandonado que era o meu blog. Sem querer menosprezar o blog, claro, porque ele é maravilhoso. Só que antes eu estava tão preocupada com meu trabalho, minha monografia e todo o resto que não tinha tempo nem para pensar no blog ou em qualquer outra coisa. Só que ao mesmo tempo eu tinha tempo e cabeça para escrever para a maravilhosa Revista Pólen que me acolheu em um dos momentos mais bloqueados criativamente que eu tive.

Isso é basicamente um resumo grande do que foi esse ano de 2015. Mas o que me interessa agora é o que vem em 2016. Próximos desafios, próximas empreitadas, mais momentos para crescer. Espero, quero. Estou preocupada e indecisa com isso, mas o objetivo é se manter sempre firme na decisão de que vai dar tudo certo, não é? Então estou. Agora que eu terminei esse resumão posso finalmente introduzir como eu estou planejando organizar as coisas.

Minha organização vai ser bem triste e simples. Eu quero fazer dois posts por semana, um no começo e o outro no final. Não sei sobre o que, não tenho ideia de temática para prender. Vou falar sobre as coisas que eu sempre falei porque ser monotemática é uma diversão, aparentemente. (*sarcasmo*)

E é só isso, acho. Curtam a página, leitores, porque além de postar meus textos lá também estou planejando postar várias fotos de gatos. E gatos são sempre a prioridade, né?

Os números de 2014 por WordPress

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2014 deste blog. E eu gostei tanto desse relatório que eu decidi que iria publicar no blog de verdade ao invés de só ficar olhando. Isso porque, apesar de tudo que aconteceu durante esse ano, eu consegui manter algum tipo de regularidade. Uma bem temporária, bem ridícula, bem pendente, bem difícil de manter, mas, ainda assim… Era uma promessa que eu tinha feito durante o meu ano de 2014 e estou bem feliz com o resultado.

Eu não esperava, quando eu comecei o blog, que eu fosse conseguir tantas visualizações ou tantos posts sendo feitos. Não esperava que eu fosse receber tantos feedbacks positivos sobre as coisas que eu escrevo, tantas pessoas que tiraram seu tempo para ler as besteiras (ou não) que eu escrevo aqui. E eu só queria que o ano de 2015 fosse ainda melhor, com menos intervalos, com mais reviews e mais contos – felizes ou tristes. E que tenha menos machismo, menos homofobia, menos transfobia, menos problemas, menos guerras e mais felicidade para todos e qualquer pessoa que precise.

Um feliz ano novo para todos vocês. Que o 2015 de vocês seja tão bom quanto o meu vai ser. (Eu espero).

Aqui está um resumo:

Um bonde de São Francisco leva 60 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 810 vezes em 2014. Se fosse um bonde, eram precisas 14 viagens para as transportar.

Clique aqui para ver o relatório completo

Metas e Objetivos

metas

Eu, no primeiro post desse blog, citei que tinha começado esse ano com uma lista de objetivos que eu tinha como desejo cumprir até o final do mesmo. Como geralmente acontece com essas listas, já estou na metade do mesmo e não cumpri nem metade das minhas metas. Não é nem por uma questão de preguiça ou qualquer coisa do tipo, é só porque grande parte delas não são tão simples de serem feitas quanto pareciam quando elaborei a lista.

Mesmo assim, elas estão lá esperando para serem cumpridas. Uma delas, a que eu mais tenho me esforçado para cumprir, ainda está sem final e é referente a esse blog. Ela fala especificamente de eu conseguir ter uma regularidade de postagens, sem ficar perdendo tempo um faltando com as minhas “obrigações” dentro do blog. Conseguir postar todos os meus dias sem ficar enrolando e tudo mais. Algo que eu definitivamente não consegui.

Quando foi pelo motivo de viagem eu me perdoei por não ter postado aqui em nenhum dos dias da mesma. Estava aproveitando bastante o meu tempo fora de casa para aproveitar os amigos que fiz lá e aproveitar o ambiente diferente. Não havia tanto tempo para internet assim. Entretanto, nas semanas anteriores diversos dias que deveriam ter uma postagem não as tem. Isso, admito, muitas vezes aconteceu por preguiça e algumas vezes aconteceu simplesmente porque a carga do blog é grande demais para os meus horários.

Com esse pensamento, decidi alterar a maneira como escrevo aqui no On The Road, Coisas Desiguais para duas postagens semanais. A coluna que será “desmanchada” será a de segunda feira, de ficção. Ela, na verdade, não seria jogada fora, mas colocada junto com essa coluna de sábado. Quando eu tiver alguma coisa de ficção para postar no sábado e não tiver uma coluna de reclamações (risos -q) ou coisas que eu acho interessantes de falar, postarei essa coisa de ficção. Quando não tiver, postarei a coluna normal. A de quarta-feira continuará da mesma maneira.

Mas não basta eu decidir mudar a forma como estou escrevendo no blog, preciso também saber se isso vai funcionar para mim. E também queria saber o que vocês estão achando das postagens! Alguma sugestão? Alguma ideia de como melhorar? Acha tudo uma bosta e eu deveria ter vergonha de postar o que eu posto? Pode mandar o feedback aí que eu gosto.

Tentativa de Regularidade Bloguística

Como todas as três (sendo altamente otimista) pessoas que já entraram nesse endereço devem ter percebido, não sou nada regular em manter postagens. Ter conseguido colocar duas postagens no blog já foi um avanço em comparação com algumas outras experiências tão mal sucedidas quanto. Entretanto, faço esse post como uma tentativa de me manter mais focada e empenhada em formatar uma regularidade de postagens no blog. Para isso, pretendo contar a história de onde vem a ideia dessa tentativa…

Para começar, coloco na mesa do fato de que esse ano é o meu ano de mudanças. Cansei. Decidi que não queria mais continuar estando no mesmo lugar em que estive há tanto tempo, parada, em pausa, esperando a minha vida começar. E, para isso, estabeleci uma lista de metas para mim mesma que eu iria começar a lutar para. Dentre essas metas estava o meu objetivo – já completo – de cortar o cabelo no corte que eu sempre quis. Foi o início radical que eu queria para esse ano e, depois disso, eu meio que… Parei. Não fiz mais nada da minha lista e estagnei em me congratular por ter feito isso já.

Imagem Imagem

Então, sem nenhum motivo aparente, hoje veio a vontade de finalmente fazer alguma coisa de verdade. O período na faculdade já está acabando – curso comunicação social na PUC-Rio (e estou procurando estágio [insira sorriso colgate aqui] /brinks) – e já vem mais um tempo de férias que vai ser bem longo e cansativo (obrigada, copa do mundo, sua maldita). Com isso, é sempre bom ter algum tipo de projeto para orquestrar a mente e o tempo ao invés de passar todos os dias deitada na cama olhando para o teto. Decidi, nesse caso, reviver esse espaço para que eu possa escrever e publicar algumas coisas.

Porém, como eu tenho a minha pequena mania de orquestrar horários que eu geralmente não tenho nenhuma possibilidade de cumprir, vou colocar um dia específico para publicar cada uma das coisas que eu quero publicar.

Dessa maneira, fica aqui colocado:

  • Segunda-feira: Abrindo a semana, pretendo publicar um conto ou uma crônica ou só um pequeno texto (de ficção) para que eu possa exercitar essa vibe ficcional na minha veia. Tenho a pretensão de algum dia escrever um livro, então acho que escrever é a grande base para começar algo grande, né?
  • Quarta-feira: Algum texto de algo que eu tenha assistido ou escutado recentemente. Seja um filme, seja um episódio de seriado, seja uma música ou um clipe musical novo. Nesse dia eu vou fazer uma pequena análise ou um comentário sobre tal coisa. Não digo exatamente resenhar, porque acho isso meio pomposo demais. Vou falar um pouco do que eu pensei sobre e talvez saia alguma coisa interessante, né.
  • Sábado: Abertura de arquivo, é como chamarei a pequena coluna de sábado. Essa é a que eu mais duvido que vá ser contínua, porque será uma coisa mais pessoal, bem no estilo desse texto que vem hoje. O que eu pretendo fazer no sábado é o trabalho de trazer alguma coisa pessoal minha e postar no blog, em formato de texto. Um pequeno desabafo, até.

Tendo deixado isso claro, agora vamos tentar escrever o texto de filme de hoje, né. Porque perder o prazo no primeiro dia… É sacanagem, mano.